Vlachia: O Legado de Cromel

Aventura 13 - Templo Demoniaco - parte 2

Relato do jogo no dia 6 de Junho!

Resumo da Aventura

Segunda parte da aventura “O templo demoniaco”. O grupo termina de explorar o templo abandonado, descobrindo um portal que tira energias dos planos inferiores para criar criaturas meio humanas, meio demoniacas. A aventura termina com o grupo de volta a Tinga, esperando o tempo necessario para Xor terminar as preparacoes dos barcos.

Enfrentando o Demonio-Estatua

O grupo comecou a aventura enfrentando o Demonio em forma de estatua que haviam encontrado na entrada do templo. O demonio invocou uma horda de esqueletos para cercar o grupo.

Achando que o controle dos esqueletos seria quebrado se o demonio fosse derrotado, o grupo concentrou seus ataques na criatura, e rapidamente derrotaram-na. Infelizmente, os esqueletos continuaram atacando a todos com flechas e mais flechas enferrujadas.

Ao final do combate, os esqueletos guerreiros haviam sido derrotados, mas dois dos guerreiros Shifters foram mortos – apenas seu lider Katarsh sobreviveu o combate. Midori roubou os braceletes que o demonio estava usando, e Solomon percebeu que a Zharib Falcon possuia algum tipo de poder especial contra demonios.

Explorando o templo perdido

O grupo explorou a sala inicial, e encontrou 4 passagens secretas atras de murais que descreviam varias cenas religiosas (uma serpente, um urso, um exercito e um anciao). O interior de cada uma das passagens era enfeitado com varios temas serpentinos, e pelo teto corria um alto relevo de um longo ofidio.

Ao atravessarem uma das passagens, eles chegaram a um grande salao subterraneo, na forma de uma Serpente imensa. Essa Serpente era, para os adoradores dos deuses primais, a principal representacao da “Mae Terra”, e indicava claramente a origem do templo.

No topo do Salao, o grupo encontrou um antigo livro sagrado escrito em uma lingua desconhecida. Havia uma saida ao fundo do salao, mas antes disso…

Os homens-demonios

Enquanto explorava o salao-cobra, o grupo ouviu gemidos vindo de dentro de uma das paredes. Uma busca detalhada levou-os a encontrar uma prisao secreta, onde humanos muito feridos estavam sendo mantidos.

Porem, ao tentar ajuda-los, Sincearu foi atacado pelos prisioneiros, que haviam sido possuidos pelos demonios e mostravam poderes sobrenaturais. O grupo conseguiu se defender do ataque, mas Katarsh pereceu nessa luta.

A luta contra Barbataz

Apos derrotar os homens-demonio, o grupo recuou para fora do templo, e montou acampamento na floresta para descansar. Charlotte invocou a protecao dos espiritos da natureza, que esconderam o grupo e sua localizacao. Durante o descanso, Sincearu utilizou um ritual para poder ler o livro sagrado encontrado no templo, e aprendeu mais sobre o antigo culto humano aos deuses primais que exitia em Cromel.

Apos o descanso, voltaram para o corredor mais profundo do templo – ao chegar no final desse corredor, um demonio musculoso com 4 bracos e maos gigantescas pulou das sombras, e atacou o grupo. O demonio era capaz de mudar a propria realidade, e transformou o corredor por onde andavam em uma sala infernal – abrindo buracos de onde energias estranhas subiam para atacar os aventureiros.

Depois de um longo e dolorido combate, o grupo finalmente derrotou o demonio, e o corredor voltou ao normal. Eles abriram a ultima porta, e chegaram a sala final do templo, onde se encontrava um portal de energias para o plano dos demonios, controlado por dois humanos frageis. Em baixo do portal havia um corpo sendo alimentado com energias demoniacas, e espalhados pelo salao duas pilhas de corpos a serem “modificados” estavam.

O grupo matou os magos que controlavam o portal, e queimaram os corpose, mas nao conseguiram imaginar nenhuma maneira de afetar o portal, e deixaram-o la. Voltaram por outra saida do templo, tambem guardada por mortos vivos, mas a esta altura essas abominacoes ja nao eram mais pareo para os aventureiros.

Epilogo

Ao voltarem para a Floresta Elfica, o grupo se re-encontrou com Shraka. A Shaman Shifter ficou triste ao saber da morte dos seus guerreiros, mas agradeceu ao grupo por sua ajuda e lhes prometeu a amizade de sua tribo. Os aventureiros falaram para Shraka que pediriam a Elias que viesse ajuda-la a desmontar o portal.

Os elfos agradeceram ao grupo pela cooperacao, e entregaram a Charlotte como recompensa um manto e coroa magicos. Tadao falou que ficaria junto ao grupo de elfos para convence-los a se isolarem menos e tomar um papel mais ativo na regiao.

O grupo retornou sem grandes problemas para Tinga.

Informacoes extras:

Jogadores: Dionisio, Hugo, Marcos, Renan Itens recebidos:

  • O grupo “recebeu” 400 pecas de ouro de Elias (inicio da proxima aventura)
  • Breach Bracers (roubados do demonio-estatua)
  • Um Livro Sagrado antigo do Culto primal, e 2 coracoes de demonios (200gp cada)
  • Os Elfos deram uma Coroa Magica (+1 will) e um Robe of Eyes +2 para Charlie

Data ao final da Secao: dia 40 do Inverno

  • Inicio da Aventura: Dia 34
  • Um dia de descanso na Dungeon: dia 35
  • Um dia de descanso na Floresta Elfica: dia 36
  • Volta da Floresta Elfica para Tinga: 4 dias: dia 40

Proximo jogo: Dia 27 de junho! (Sabado).

Comments

caranha

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.